Prêmios, Projetos e Destaques Acadêmicos

Imagem de uma das entradas da PUC-RIO pela Rua Marquês de São Vicebte
Voltar
 


Seção: Prêmios  

Quando 2+1 é igual a 13


Duas pratas, um bronze e um somatório de conquistas do Departamento de Matemática na International Mathematics Competition for University Students 2014 (IMC). No domingo passado, em Blagoevgrad, na Bulgária, os alunos Rafael Miyazaki (prata), Daniel Carletti (prata), e João Carnevale (bronze) fizeram o Departamento alcançar a marca de 13 medalhas na competição.

Veteranos em Olimpíadas, os três medalhistas colecionam títulos importantes: Rafael Miyazaki, 19, que cursa, em paralelo à graduação, mestrado no Instituto Nacional de Matemática Aplicada (Impa), possui um extenso currículo com larga experiência em competições do gênero, acumulando um total de 45 medalhas, incluindo premiações em olimpíadas de Física, Astronomia, Linguística, Informática, Química, entre outras. Daniel Carletti, 20, já participou da Olimpíada de Matemática do Rio de Janeiro, da Olimpíada Brasileira de Física e da Olimpíada Brasileira de Matemática no nível universitário, quando conquistou medalha de bronze. Já João Carnevale, 19 participa de competições como a Olimpíada desde o ensino fundamental e médio. Conquistou dois ouros e três pratas na Olimpíada Brasileira de Matemática das Escolas Públicas (OBMEP).

 

A IMC recebe a nata internacional dos estudantes universitários de Matemática. Cada participante deve resolver duas provas, cada uma com cinco questões de álgebra, geometria e análise, cujas pontuações somadas determinam os vencedores. Os estudantes premiados são divididos pelas categorias FirstPrize/Medalha de Ouro, SecondPrize/Medalha de Prata, ThirdPrize/Medalha de Bronze e HonorableMention/Menção Honrosa.

 

"Ao selecionar os alunos para a IMC, valorizamos o desempenho de cada um em sala de aula e nas provas, além dos resultados das últimas competições que participaram", explica o Prof. Nicolau Saldanha, do Departamento de Matemática. 

 </STRONG><EM>Rafael Miyazaki, João Carnevale e Daniel Carletti com seus prêmios de 2º e 3º lugares na IMC 2014 - crédito: divulgação</EM><STRONG> 
Rafael Miyazaki, João Carnevale e Daniel Carletti com seus prêmios de 2º e 3º lugares na IMC 2014 - crédito: divulgação 

 

Segundo ele, os três alunos selecionados entendem tanto do assunto que, coincidentemente, ingressaram na PUC-Rio através da concurso Desafios (www.puc-rio.br/desafios), tradicional exame realizado pelo Centro Técnico Científico com o objetivo de descobrir novos talentos e oferecer aos medalhistas de ouro e prata a oportunidade de estudar de graça na universidade. Os três também são bolsistas Arquimedes, uma iniciativa do Departamento de Matemática, que desde 2009 capta junto à iniciativa privada doações que financiam bolsas de R$ 500 mensais para os melhores alunos do seu Bacharelado. Rafael, no entanto, por também ser bolsista no IMPA, não recebe o benefício, mas tem em seu currículo o título de Bolsista Arquimedes por mérito acadêmico.

 

A PUC-Rio tem um histórico de peso na IMC. De 2005 a 2008, o aluno Fábio Dias Moreira foi ouro em todos os anos. O aluno Renan Henrique Finder conquistou medalha de ouro, em 2011 e 2012. Matheus Secco e Hugo Fonseca receberam prata, em 2011, e ouro, em 2012, e Ricardo Turolla Bortolotti, após ter conquistado Menção Honrosa em 2010, foi bronze, em 2012.

 

 

Fonte: Approach/Assessoria de Comunicação do Centro Técnico Científico

  

Por Renata Ratton

Assessoria de Comunicação

Vice-Reitoria Acadêmica

 

 

Publicada em: 04/08/2014

 
Imprimir esta página
 
Busca:
Voltar

Powered by Publique!