Prêmios, Projetos e Destaques Acadêmicos

Imagem de uma das entradas da PUC-RIO pela Rua Marquês de São Vicebte
Voltar
 


Seção: Prêmios  

Pesquisa desenvolvida pelo Grupo de Tecnologia e Engenharia de Petróleo (GTEP), da Engenharia Civil, dá à PUC-Rio a chancela de NVIDIA CUDA Research Center


Ao estudar efeitos geomecânicos em reservatórios de petróleo, grupo utiliza linguagem de programação que substitui CPU por GPU em cálculos científicos

 

 

Um projeto desenvolvido pelo Grupo de Tecnologia e Engenharia de Petróleo (GTEP), da Engenharia Civil, em parceria com a Rede Temática CARMOD da Petrobras, proporcionou à Universidade receber a chancela da NVIDIA, empresa norte-americana fabricante de placas gráficas para computadores (GPUs - Graphics Processing Unit), para atuar como um NVIDIA CUDA Research Center.

 

A distinção é dada a instituições que se destacam em pesquisa para processamento cientifico em GPUs. A PUC-Rio foi a única universidade brasileira a receber a certificação em 2015.

 

A pesquisa desenvolvida pelo GTEP/CARMOD - que tem o objetivo de compreender efeitos geomecânicos como a deformação de rochas em reservatórios de petróleo -  envolveu a implementação de um programa de elementos finitos em GPU, escrito em linguagem de programação pioneira, a CUDA, que permite que as análises sejam feitas mais rapidamente.

 

O projeto é coordenado pelo Professor Sergio A. B. da Fontoura, que está à frente do GTEP, e os desenvolvimentos em CUDA são conduzidos pelos pesquisadores Nelson Inoue, Carlos Emmanuel Ribeiro Lautenschläger, Guilherme Lima Righetto e Rafael Augusto do Couto Albuquerque.

 

 A partir da esquerda: Rafael Albuquerque (aluno de doutorado), Carlos Emmanuel (Doutor), o prof. Sergio Fontoura, Nelson Inoue (Doutor) e Guilherme Righetto (aluno de doutorado) - crédito divulgação</STRONG><STRONG> 
A partir da esquerda: Rafael Albuquerque (aluno de doutorado), Carlos Emmanuel (Doutor), o prof. Sergio Fontoura, Nelson Inoue (Doutor) e Guilherme Righetto (aluno de doutorado) - crédito divulgação 

- O estudo de modelos de reservatórios é feito através de simulações computacionais que discretizam o ambiente em milhões de células e elementos, o que tornava o tempo de processamento muito longo. O grupo de pesquisa desenvolveu uma forma eficiente de substituir os cálculos executados na unidade central de processamento (CPU) pela execução dos cálculos diretamente em placas gráficas e, com isto, aproveita o grande potencial de paralelismo das GPUs, informa Fontoura.

 

Segundo ele, atualmente, o GTEP já trabalha com um pequeno cluster de placas, mas, em breve, aumentará significativamente seu poder computacional. “Em termos mais simples, isto significa que o processamento será muito mais rápido”, avalia.

 

Fontoura afirma, lembra, ainda, que o fornecimento de um toolkit completo para GPU, da parte da NVIDIA, facilitou o aprendizado e o desenvolvimento de implementações na linguagem CUDA, porém foi necessário reescrever os programas, tornando-os paralelos e otimizados, a fim de tirar o máximo desempenho das GPUs.

 

- Esta tecnologia permite que o usuário tenha um grande poder de processamento para problemas específicos em sua mesa do escritório, reduzindo o espaço ocupado, o gasto com energia elétrica e o custo de aquisição, quando comparado com clusters de computadores convencionais.

 

Como premiação pela certificação, o GTEP passa a fazer parte de um seleto dedicado à implementação de soluções científicas utilizando GPUs e a ter um fast-track no recebimento de novas tecnologias por parte da NVIDIA. Placas de última geração serão utilizadas nas pesquisas.

 

Ainda em março, o Dr. Nelson Inoue e o professor Sergio Fontoura participarão do evento anual da NVIDIA em San José, Califórnia, e apresentarão os resultados do estudo.

 

Fonte: Approach/Assessoria de Imprensa do Centro Técnico Científico

 

 

Por Renata Ratton

Assessoria de Comunicação

Vice-Reitoria Acadêmica

 

Publicada em: 17/03/2015

 
Imprimir esta página
 
Busca:
Voltar

Powered by Publique!