Prêmios, Projetos e Destaques Acadêmicos

Imagem de uma das entradas da PUC-RIO pela Rua Marquês de São Vicebte
Voltar
 


Seção: Prêmios  

Padre Mário de França Miranda, S.J., recebe Prêmio Ratzinger de Teologia 2015, no Vaticano, e concelebra missa com o Papa Francisco


Pela primeira vez um teólogo da América do Sul é agraciado

No dia 21 de novembro de 2015, o padre Mário de França Miranda, S.J., professor do Departamento de Teologia, adentrou a Sala Régia, a sala de estado do Palácio Apostólico do Vaticano, para receber uma distinção dada a poucos: ele foi agraciado com o Prêmio Ratzinger de Teologia 2015, outorgado pela Fondazione Vaticana Joseph Ratzinger, anualmente e desde 2011, a dois teólogos cujas contribuições sejam julgadas relevantes para o conhecimento teológico, não necessariamente relacionado à obra de Bento XVI.

Na Sala Régia, padre França recebe diploma das mãos do cardeal Gerhard Müller

Na Sala Régia, padre França recebe diploma das mãos do cardeal Gerhard Müller



O prêmio recebido por padre França, que pela primeira vez contempla teólogos da América Latina e do Oriente Médio – o outro é um libanês -, é um reconhecimento aos anos de estudo e à qualidade das numerosas publicações (14 livros e mais de 100 artigos) dedicadas à Teologia Sistemática, que trata da antropologia teológica, dos sacramentos, da inculturação da fé, do diálogo entre as religiões, entre outras questões.


- A sistemática é uma parte da Teologia que não é só bíblica, procura fazer uma ligação entre a sociedade, a linguagem e a Bíblia. Tem muito a ver com a questão pastoral, explica padre França, que se diz honrado e feliz com a experiência vivenciada no Vaticano, onde esteve por cinco dias, tendo concelebrado com o Papa Francisco uma missa na capela da Casa Santa Marta.

Inaugurada em 2010, a Fondazione Vaticana Joseph Ratzinger tem o objetivo de promover a publicação dos escritos e a difusão do pensamento do Papa Emérito Bento XVI através de encontros e semanas de estudo, bolsas para interessados, além do prêmio.


Com o diploma, junto ao Reitor da PUC-Rio, padre Josafá Carlos de Siqueira, S.J.

Com o diploma, junto ao Reitor da PUC-Rio, padre Josafá Carlos de Siqueira, S.J.



- Existe uma preocupação muito grande, em especial na Europa, em salvaguardar obras extensas de teólogos e filósofos, que muitas vezes se perdem em publicações de acesso restrito e impedem estudos aprofundados. Edições críticas das obras completas têm sido a solução encontrada. Assim foi feito com os escritos do teólogo Ratzinger, bem como, por exemplo, com Karl Rahner, na Alemanha, ou Henri de Lubac, na França. Há cinco anos, e, portanto, durante seu papado, Bento XVI também aceitou ter sua obra reunida, renunciando aos direitos autorais e exigindo que a verba obtida com a venda de livros fosse destinada aos pobres, sublinha padre França.



Ele conta que, durante a cerimônia de premiação, em que esteve em companhia do Reitor da PUC-Rio, padre Josafá Carlos de Siqueira, S.J., o primeiro a falar foi o encarregado do prêmio, monsenhor Giuseppe Scotti, presidente da Fundação. A apresentação de Scotti foi seguida pela do secretário da Congregação para a Doutrina da Fé, o jesuíta Luis Ladaria, e pela do cardeal Gerhard Müller, prefeito da Congregação, cargo anteriormente ocupado por Joseph Ratzinger. “Ao final, fiz um breve agradecimento”, comenta o teólogo, mencionando a valorização da América Latina pelo Vaticano, no atual papado, e reconhecendo a importância da premiação para a Arquidiocese do Rio de Janeiro e para a PUC-Rio.

Além da grande quantidade de publicações, padre França já atuou em grupos de trabalho como o que elaborou o documento da Conferência de Aparecida, em 2007 – sob a coordenação do então cardeal Jorge Mario Bergoglio – e como membro da Comissão Teológica Internacional durante 11 anos, de 1992 a 2002.


Sentado na segunda cadeira a partir da direita, na fileira da frente, durante a missa concelebrada com o Papa Francisco na capela da Casa Santa Marta.

Sentado na segunda cadeira a partir da direita, na fileira da frente, durante a missa concelebrada com o Papa Francisco na capela da Casa Santa Marta.





» Sobre o padre e professor Mário de França Miranda, S.J.:

Possui graduação em Filosofia pela Faculdade de Filosofia Nossa Senhora Medianeira (1962), mestrado em Teologia pela Faculdade de Teologia da Universidade de Innsbruck (1968) e doutorado em Teologia pela Universidade Gregoriana (1974). Atualmente é professor associado da Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro. Foi, por muitos anos, assessor teológico da CNBB e do CELAM.  Tem experiência na área de Teologia, com ênfase em Teologia Sistemática. Atuando principalmente nos seguintes temas: Teologia Trinitária, Teologia transcendental, Revelação, Salvação cristã (Fonte: Plataforma Lattes).




Por Renata Ratton

Assessoria de Comunicação

Vice-Reitoria Acadêmica



Publicada em: 03/12/2015

 
Imprimir esta página
 
Busca:
Voltar

Powered by Publique!